quinta-feira, 6 de junho de 2013

...

... não tenho muitas palavras para estas situações. Também sou mãe... e os olhos não param de verter água e o coração está bem apertadinho desde que recebi esta triste noticia.
Eu acreditei... era impossível a vida ser tão cruel... mas é! E a revolta vem ao de cima. É anti-natureza ver um filho assim... não consigo imaginar aquela mãe... e quando lá chego perto até fico sem respirar. Descansa em paz Rodrigo! Foste um herói e um exemplo! Acho que dificilmente te vou esquecer!

Sem comentários:

Enviar um comentário