quinta-feira, 23 de março de 2017

Eu e o ginásio e o ginásio e eu

Acho que fizemos as pazes!
Entrei para o ginásio 6 meses após o Tomás ter nascido. O que me cativou foram as aulas de grupo. Ainda tentei ir até as maquinas, mas não me dou com aquilo... fico aborrecida. Precisava fazer desporto de maneira divertida para espairecer ao fim do dia. Ia lançada para as aulas de dança mas vai na volta tenho dois pés esquerdos e não dei com aquilo.
Comecei a fazer as 3 aulas que ainda hoje adoro. BodyPump, BodyCombat e BodyBalence.
Ia ao ginásio 3 a 4 vezes por semana fazer estas aulas e adorava, juntando o exercício fisico que fazia por ser militar, estava como queria a nível fisico.
Agora com o nascimento da Camila não foi tão fácil... tive muito tempo parada, tive de deixar de fazer desporto quase desde que soube que estava gravida. E após o nascimento não foi fácil ter tempo para ir ao ginásio (porque isto com dois é bem mais difícil ).
Andei bastante inconstante no treino, tanto ia uma ou duas semanas certinha como estava sem ir outras duas ou três.
Mas parece que agora a coisa atinou. Tenho sido regular no meu treino e estou a adorar os resultados. Finalmente deixei de perder peso e começo a ganhar massa muscular, barriga e pernas começam a ficar mais tonificadas, cardio melhorou e o dia a dia ficou mais fácil.
Continuo fiel às minhas 3 aulas, sendo que a que me tem dado mais prazer è o BodyPump (não é à toa que é uma das mais completas aulas de fitness). Mas as 3 fazem-me igualmente bem. BodyPump na força e na tonificação muscular, BodyCombat no cardio e Bodybalance no equilíbrio e postura.
Quando ainda à tempinho ainda acrescento uma corridinha (ao ar livre que adoro) e uma aulita de GAP (porque o rabiosque é o que está a dar mais trabalho a ir ao sitio).
Mais alguém fã destas aulinhas de grupo?
Experimentem fazer... é bom para espairecer e exercitar ao mesmo tempo. Cuidar do corpo e da mente ao mesmo tempo! :)







quinta-feira, 16 de março de 2017

15 de Março de 2017

Não é a vivenda com o quintal grande.
Não é novo a estriar.
Não tem um grande closet.
Mas é espaçoso.
Tem uma boa cozinha.
Um bom quarto com um bom armário para cada um dos meus filhos.
Tem uma boa sala para a família.
Mas o principal de tudo... É NOSSA!
Nossa... nossa. Sem senhorios, sem rendas... nossa!
A nossa primeira casa!
Conseguida por nós, sem mentir, sem roubar, sem passar por cima de ninguém (tão comum este cenário à minha volta).
Acredito que vamos ser felizes nela e é nela que vou ver os meus filhos crescer.
Wish me luck! :)


Ps- Estou com um bocado de medo de ir viver para a capital. Sempre vivi em cidades pequenas e muito pequenas que um pequeno pânico se começa a instalar na minha barriga.

terça-feira, 14 de março de 2017

O fim de semana...

... passado foi o nosso fim de semana.
Fomos até Coimbra ( a minha bela Cidade) e pela primeira vez deixei a Camila com alguém sem ser o pai. Ficaram os dois com os meus pais e nós, finalmente, conseguimos sair só os dois.
Sinceramente já nem me lembro a ultima vez que fizemos isto.
Fomos jantar um restaurante de petiscos, bebemos uma boa sangria, passeamos por Coimbra de mão dada (que bonita e movimentada que está a minha cidade) e fomos ao cinema.
Não fomos ver os filmes que gostávamos porque àquela hora tinha de ser algo bem barulhento. Já estamos habituados a deitar cedo que já estávamos os dois coma soneira... lol
Fomos ver o "The great wall". Não tínhamos qualquer ideia formada sobre o filme, escolhemos porque nos pareceu o mais barulhento e cheio de acção.
Ficamos agradavelmente surpreendidos. Foi uma boa escolha!
A Camila portou-se lindamente! Estava com algum receio por nunca ter ficado com ninguém, mas parece que avó é avó e ela sabia que estava em boas mãos.
Sem duvida que vamos fazer mais vezes... soube tão bem! Estamos mesmo necessitados de tempo só nosso!


Sinopse: 
"Quando um guerreiro mercenário (Matt Damon) é preso dentro da Grande Muralha, ele descobre o mistério por trás de uma das maiores maravilhas do mundo. Como onda após a onda de bestas a assediar a estrutura maciça, a sua busca por fortuna transforma-se numa jornada rumo ao heroísmo. E com ele se junta um enorme exército de guerreiros de elite para enfrentar a força inimaginável e aparentemente imparável."



terça-feira, 7 de março de 2017

Usado e aprovado

O Tomás tem uma cabeleira bem farta e desde cedo sentimos necessidade de usar shampoo em vez do gel de banho/shampoo.
Começamos por usar o da Bioderma e adoramos. O cabelo dele ficava solto, fofinho e tão cheiroso, uma maravilha!
Mas aqui a mãe anda sempre a experimentar coisas novas e ao fim deste tempo todo experimentamos outro.
Experimentamos o da Klorane da gama petit Junior com cheirinho a pêssego. Uma verdadeira maravilha!
O cabelo fica fofinho, fácil de desembaraçar e com um cheirinho maravilhoso. Recomendo!! (Atenção que esta gama é para crianças a partir dos 3 anos)




Lembram-se da prendinha do marido do dia dos namorados?
Bem... fiquei rendida ao creme corporal da Boticário. Tem cheirinho de Violeta e Peônia. Eles prometem que fica no corpo durante 30 horas, se são as 30 não sei porque não contei, mas que dura bastante no corpo isso dura. Amei!



 

domingo, 5 de março de 2017

O tempo

Hoje, depois de uma má noite, dei comigo a desejar que a Camila cresça bem rápido. Para que comece bem rápido a andar, a falar, a comer tudo, a ter autonomia. Neste momento é uma bebe muito necessitada da sua mãe. Não quer estar sozinha nem um minuto, não quer colo de mais ninguém e eu não consigo fazer nada e por isso anseio por esta autonomia dela para eu própria também passar a tem mais tempo para mim, para a casa e para o mano mais velho.
Mas... fico num impasse. Porque logo me lembro das saudades que tenho do Tomás bebe e de quanto rápido o tempo passou e penso que devia ter aproveitado mais, bem mais, o meu bebe. Aquela paixão única que aquele ser pequenino tem por nós. Somos alimento, somos segurança, somos conforto... somos amor.
Não quer dizer que aos 4 anos eu ainda não seja tudo isto para ele... mas é diferente. Quando ele me diz que não quer colo porque já não é bebe... o meu coração pára e desejava voltar atras e ter o meu bebe ao colo... o seu sitio favorito.
Por isso Camila... vai devagar. A mãe espera por ti. Deixa a mãe aproveitar esta tua paixão, o teu cheirinho, o teu olhar... vai devagarinho!


quinta-feira, 2 de março de 2017

Esta semana...

Fiquei desempregada em Janeiro e coincidiu com o fim da minha licença de maternidade. Passei a ser mãe e dona de casa a tempo inteiro.
Quando me perguntam se me importava de ser mãe a tempo inteiro e não voltar a trabalho a minha resposta imediata é NÃO! 7 meses depois já me sinto algo saturada. Sempre tive uma vida demasiada activa para agora ficar apenas... em casa.
Mas esta semana tive de ficar com o Tomás em casa também. Pensei que ia ser o caos... mas estou a adorar!!  A agitação... o planear actividades para fazer com os dois... programar refeições... beber um café à hora sesta e saborear o tempo... ir vê-los a dormir.... vê-los a brincar...
Também tenho tido o caos que esperava... BRINQUEDOS POR TODO LADOOOO :) birras e birras... mas o meu tempo esta sempre cheio e ocupado.
Não entendo este sentimento. Como posso já estar saturada de estar com a bebe Camila em casa mas fico feliz de estar com os dois? Na minha mente sei que se se prolongasse provavelmente ia ser igual... mas bolas, neste (preciso) momento sou uma feliz mãe e dona de casa a tempo inteiro.